quarta-feira, 14 de março de 2018

Trilho dos Moinhos de Jancido - 24 de Março - Adefacec


Trilho dos Moinhos de Jancido

 

dia 24 de Março vem desfrutar connosco de um dia positiva e verdadeiramente diferente.

 
Por trilhos  que ladeiam o rio Sousa - um dos afluentes do Douro - caminharemos por bonitos trilhos florestais.
 
Seremos contemplados pelo esplendor de cascatas de água que bem do alto de imponentes fragas fazem questão de fazer sentir, tanto a sua força como a sua admirável beleza. 
 
Conheceremos a antiga central de captação de água que abastecia a cidade do Porto.
 
Desfrutaremos de panorâmicas invejáveis sobre Gaia, Porto e o rio Douro!!!
 
...E ainda ... o salutar, alegre e peculiar convívio está garantido com a nossa humilde contribuição, contando, sobretudo, com o perfume da tua importante presença!!!
 



 
 
Local e hora: Centro de Saúde de Gondomar/Foz do Sousa – junto ao rio - 09:30
Data: 24/03/2018
Tipo de Percurso: caminhos rurais e florestais
Motivos de interesse: património histórico e paisagístico.
Distância a percorrer: 9 Km
Nível de dificuldade: baixo
Desníveis: pouco acentuados.
Altimetria: 400m
 
Inscrição:
Sócios: grátis
N/ Sócios: 1€

Data limite de inscrição: 23 de Março de 2018

Inscrição Inclui:
Enquadramento técnico e logístico.
 
NIB da Adefacec: 0033 0000 45283564197 05

Promoção de Comportamentos para uma Vida Saudável e Feliz!!!
ADEFACEC2018

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Vale do Rio Poio - XXI aniversário do montanhismo - Adefacec - Cerva

 
 
XXI  ANIVERSÁRIO DO MONTANHISMO NA ADEFACEC
 
VALE DO RIO POIO - CERVA
 
Foi, em mais um sábado - positivamente diferente - que numa bela manhã de Sol, cerca de duas dezenas de pedestrianistas se reuniram em torno do primeiro evento de 2018 de montanha da Associação Desportiva e Cultural da Efacec (Adefacec) 
 
Nesta atividade comemorámos de uma forma simples, mas simbólica, o XXI aniversário do Montanhismo no seio da Associação!!! 
O local, feliz e criteriosamente selecionado, constituiu para todos aqueles que ainda não conheciam aquelas paragens, um surpreendente, agradável e inesperado prazer!!!
 
Cerva, bonita e pitoresca vila transmontana pertencente ao concelho de Ribeira de Pena e bem juntinha à raia minhota, foi o palco escolhido para iniciarmos o nosso evento de montanha. Com Foral desde 1514, atribuído pelo Rei D. Manuel I, foi, durante muitos anos sede de concelho. Do seu património edificado destacamos a quantidade de belos solares brasonados, o seu pelourinho (monumento nacional) pontes romanas sobre o rio Lourêdo e Poio, o museu do Volfrâmio e o Castro de Cerva (séc. II e III A.C.)
 
Do seu artesanato sobressai a tecelagem do linho. Como padroeiro é o S. Pedro que faz as honras.
 
Destaco a incomensurável beleza das suas paisagens, onde o Homem se deixa perder no tempo e no espaço, absorvendo e respirando tudo o que de melhor a vida lhe oferece: Todo o esplendor da Mãe Natureza!!! 
 
Depois das importantes afinações técnicas do equipamento, dos primeiros flaches fotográficos e dos redobrados sorrisos, iniciamos, com muita espectativa, o nosso percurso. No horizonte do azul do céu sobressaíam as pinceladas acastanhadas e douradas de contornos harmoniosos de fragmentos de montanhas que timidamente despertavam e vestiam os seus melhores trajes para nos receber!!!
Um ou outro pássaro rasgava, com a espontaneidade do seu elítico voo, esse azul, forte, belo  e celestial que acarinhando o Sol apoiava no seu colo a alvura das nuvens !!! 
 
Ultrapassamos o Poio. Rio de águas bravas e  corajoso que contornando obstáculos e rasgando fragas lhes dá vida. Que pulando precipícios arrepiantes os torna imensamente belos, únicos e sublimes. E que abraçando terras as torna férteis, e as transforma em pão.
Da galeria arbórea das suas margens florescem exemplares de choupos, amieiros, salgueiros, freixos, ulmeiros e ervas moedeiras entre outas espécies. Depois de uma pequena subida, onde os líquens que ternamente emolduram várias espécies de árvores, constituíam a placa avisadora de que naquelas paragens a poluição ainda não conseguiu fazer a sua aparição!
 
Quanta beleza...quanta harmonia...quanta paz...quanta alegria...aprendizagem e vida!!!
 
Descendo, encontramos novamente o rio. Nos lameiros que o circundavam apastavam opulentos exemplares da bela raça autóctene maronesa que juntamente com alguns rebanhos emolduravam soberbos e coloridos postais!!!
 
Passando por algumas aldeias tivemos o privilégio de conferir alguns usos, costumes e tradições das suas gentes, muitas delas, cuja ancestral origem se faz perder nos meandros do tempo e do espaço...   Não poderia deixar de referir a índole, patenteada na simpatia, cordialidade e hospitalidade deste bom povo transmontano.
 
....Depois de tão intensos e únicos momentos que visualizamos, interiorizamos e transportamos na leveza da alma e na candura do coração...chegamos, após cerca de 13 km de emoções, ligeiramente  cansados... no entanto, com um sorriso no rosto bem mais vincado do que aquele com que alegremente partimos...!!! 
 
Quero, com enorme alegria, respeito e muito carinho que tenho por todos aqueles que me deram o privilégio de poder caminhar a seu lado, humildemente, agradecer-lhes. Bem hajam.
 
Gostaria de expressar o meu profundo lamento para a forma ingrata com que "outros" a quem a Associação tanto ofereceu, não respeitaram uma Associação com 63 anos de história e que neste dia 17 de Fevereirodia da comemoração os seus 21 anos de montanhismo, realizaram paralelamente, uma actividade de montanha  - VIVA A ADEFACEC!!!
 
Em meu nome e da ADEFACEC, UM OBRIGADO AOS SEUS CORAJOSOS FUNDADORES QUE EM 1997 LEVARAM A EFEITO, NO GERÊS, O SEU PRIMEIRO, HISTÓRICO E GRANDE EVENTO DE MONTANHA.
BEM HAJAM!!!   
 
Texto e fotos: F. Beça         
        
 



 















































































































































































































































Adefacec 2018
Promoção de Comportamentos para uma vida Saudável e Feliz!!!